Aulas

Guia Completo: BDR, o que é e como investir?

O assunto investimentos em BDRs recebeu destaque no segundo semestre de 2020 devido a diversas mudanças na regulamentação de compra e venda desses ativos. A redução do lote padrão e a abertura desse mercado para qualquer tipo de investidor e permitiram que brasileiros possam investir nas maiores empresas do mundo, como Amazon, Netflix, Facebook, Google e Apple.

A diversificação de patrimônio para aumentar a relação risco/retorno é extremamente difundida no mercado financeiro e destinar uma parcela do seu capital para investimentos no exterior está se popularizando mais a cada dia.

Cada vez mais em destaque, hoje, BDRs podem ser negociados diretamente na Bolsa de Valores (B3) e essa negociação pode ser realizada por qualquer investidor de maneira simples e prática. Quer saber mais sobre essas BDRs? Continue comigo até o final desse artigo!

O que são BDRs?

A sigla BDR vem do termo em inglês Brazilian Depositary Receipts. O nome pode parecer complicado, mas o conceito de uma BDR é muito simples. Esse é um modelo de investimento em ações de empresas de qualquer local do mundo negociadas diretamente na bolsa de valores brasileira.

A dinâmica de um investimento em BDR exige duas entidades, uma entidade sediada no país de origem das ações que será responsável por custodiar as ações e uma entidade no Brasil, que terá um certificado de direito dessas ações. São esses certificados que são negociados na B3 e são denominados BDRs. Por esse motivo que é comumente falado no mercado de capitais que uma BDR é um investimento indireto em ações no exterior.

Todo esse procedimento é fiscalizado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aqui no Brasil e possui regras para garantir a segurança do investidor.

Para esclarecer alguns detalhes, abaixo temos as respostas sobre as principais dúvidas relacionadas à investimentos em BDRs.

Os tipos de investimentos em BDRs

As classes de BDR se resumem a 2 tipos: Patrocinados e Não Patrocinados.

Os BDRs Patrocinados representam títulos onde o próprio emissor da ação demonstrou interesse em negociar indiretamente suas ações no mercado brasileiro e realizou a contratação de uma instituição no Brasil responsável por emitir e distribuir investimentos em BDRs no país. Esse modelo ainda é subdividido entre os Níveis 1, 2 e 3:

Nível 1: ativos que não necessitam de registro na CVM e podem ser negociados apenas em mercado de balcão. Devem divulgar no Brasil todas as informações que são obrigadas a divulgar em seu país de origem.

Nível 2: ativos que necessitam de registro na CVM e além do mercado de balcão, também são negociados diretamente na B3. Necessitam divulgar informações obrigatórias de seu país de origem e também informações regulamentadas pelo Brasil. O ticker de negociação na B3 é XXX32, exemplo: AURA32.

Nível 3: possui as mesmas características do Nível 2, porém são registrados na hipótese de distribuição pública simultânea no exterior e no Brasil. O ticker de negociação na B3 é XXXX33, exemplo: GPIV33.

BDRs Não Patrocinados são títulos de empresas estrangeiras sendo negociados no Brasil com origem no interesse da instituição brasileira, não necessitando assim de acordo com a companhia de origem para distribuir os certificados no mercado brasileiro. Esses ativos são negociados diretamente pela bolsa de valores, B3. O ticker de negociação na B3 é XXXX34 ou XXXX35, exemplo: FBOK34.

Qual o valor mínimo para investimentos em BDRs?

Na prática não existe um valor mínimo de investimento. O aporte mínimo para investimentos em BDRs recentemente foi reduzido.

Em agosto de 2020 foi anunciado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que, a partir de setembro do mesmo ano, qualquer investidor pessoa física teria direito de comprar diretamente BDR’s Não Patrocinados Nível I, o que anteriormente era acessível apenas para investidores com mais de milhão em aplicações financeiras.

A mudança no lote padrão de BDRs e ETFs

A diferença agora é que a quantidade mínima negociada de BDRs Não Patrocinados Nível I, ETFs de renda variável e as Opções sobre ETFs de renda variável passarão de 10 para 1 unidade. Além disso, os BDRs Patrocinados Nível II ou III passarão de 100 unidades para 1 unidade. Atualmente, estão disponíveis ao investidor 18 ETFs de renda variável, e cerca de 550 BDRs, de empresas com ações nas bolsas americanas como Facebook, Google, Netflix e Microsoft. Essa alteração passa a valer a partir do dia 28 de setembro de 2020 e a expectativa da Bolsa é que qualquer investidor pessoa física possa efetivamente comprar BDRs.

Regra atual para negociar BDRs

Hoje o investimento em BDRs possui como investimento mínimo o próprio valor de 1 lote do ativo, que varia para cada empresa. Por exemplo, na cotação do dia 09/11/2020 as seguintes empresas estavam sendo negociadas à:

  • Amazon (AMZO34): R$109,30 (Valorização de 125,99% nos últimos 12 meses);
  • Google (GOGL34): R$63,56 (Valorização de 76,26% nos últimos 12 meses);
  • Apple (AAPL34): R$64,50 (Valorização de 134,97% nos últimos 12 meses);
  • Facebook (FBOK34): R$55,20 (Valorização de 97,57% nos últimos 12 meses);
  • Netflix (NFLX34): R$51,73 (Valorização de 111,06% nos últimos 12 meses).


Como pode ver, o investimento é bem acessível. Com valores a partir de R$50,00 você pode investir nas maiores empresas do mundo.

Quais foram as mudanças na negociação de BDRs em 2020?

As principais mudanças no investimento em BDRs foram a redução do lote mínimo de investimento e a abertura para que qualquer investidor possa negociar esses ativos diretamente através de sua corretora. Anteriormente o investimento mínimo nas BDRs era aproximadamente 5 vezes mais caros e só poderiam ser acessados por investidores que declaram possuir um patrimônio líquido acima de R$1.000.000,00.

Na prática essas mudanças trouxeram uma nova era para o investidor brasileiro, aumentando a liquidez de todas as BDRs negociadas. Desse modo trazendo mais praticidade e segurança nas negociações.

Todas as empresas dos possuem BDRs? Como encontrá-las?

Nem todas as empresas com capital aberto podem ser encontradas na Bolsa de Valores do Brasil, através de BDRs. Para que uma BDR seja negociada na bolsa brasileira é necessário que a empresa ou uma instituição financeira demonstrem interesse no ativo. Na prática, apenas as maiores empresas acabam realizando este processo, devido a maior procura do mercado financeiro.

São negociadas na B3 aproximadamente 670 BDRs, com uma maior variedade do que as aproximadamente 360 ações brasileiras listadas na bolsa de valores nacional. Mesmo assim, a variedade de BDRs tende a aumentar, pois apenas nos EUA existem mais de 3.000 empresas listadas, que podem demonstrar interesse em negociar suas ações em um mercado emergente, como o brasileiro.

Confira no site da B3 todas as empresas com BDR listadas na Bolsa de Valores.

Os investimentos em BDRs deve ser feito em real ou dólar?

A compra de BDR acontece em Reais. As negociações geralmente ocorrem pelo home broker de sua corretora brasileira e são comprados ou vendidos utilizando o saldo em real da sua corretora.

É importante lembrar que os BDRs são ativos baseados em moedas estrangeiras, então o investidor pode ter seus rendimentos dobrados, quando a moeda estrangeira valoriza frente ao real e também quando o valor da ação da empresa valoriza no mercado de origem. Exemplo prático:

Momento 1 (compra):

Valor da ação: USD 100,00

Cotação (R$/USD): 4,50

Momento 2 (venda): 

Valor da ação: USD 120,00

Cotação (R$/USD): 5,50

Por esse exemplo simples é possível concluir que um investidor em BDR não possui lastro apenas na valorização da empresa, mas também na valorização do Real frente à moeda estrangeira.

Acionista de BDR tem direito a Dividendos?

Sim, o titular de uma BDR possui os mesmos direitos de recebimento que o titular da ação no país de origem. Portanto o acionista poderá exercer seus direitos da forma como se possuísse diretamente a ação, inclusive o direito à receber dividendos.

Como funciona a precificação de uma BDR?

Se você fizer a conta rápida multiplicando o valor do BDR pela cotação do dólar, provavelmente irá perceber que o valor não é igual ao valor em dólar da ação americana. Mas isso é muito simples de explicar, uma ação americana possui valores variando entre aproximadamente USD 100,00 (Apple) até aproximadamente USD 3.200,00 (Amazon).

A fim de simplificar e tornar todas as ações acessíveis para o investidor brasileiro a instituição responsável por custodiar as BDRs fraciona as ações em lotes e cada ação é fracionada de modo diferente.

Para consultar o lote de qualquer BDR, basta acessar o site da B3 e seguir o caminho: “Home>Produtos e Serviços>Negociação>Renda variável>BDRs>BDRs Não Patrocinados” e fazer o download do arquivo “Dados Consolidados”.

Também é possível acessar este link para fazer o download do arquivo. Após abrir a planilha, procure a coluna de “Paridade Inicial” para identificar a conversão do lote da ação desejada. Seguem abaixo alguns exemplos:

  • Google (GOGL34): 1 ação = 150 BDRs
  • Amazon (AMZO34): 1 ação = 2 BDRs
  • Facebook (FBOK34): 1 ação = 28 BDRs
  • Apple (AAPL34): 1 ação = 10 BDRs
  • Netflix (NFLX34): 1 ação = 50 BDRs
  • Intel (ITLC34): 1 ação = 6 BDRs
  • Microsoft (MSFT34): 1 ação = 24 BDRs
  • Ford Motors (FDMO34): 1 ação = 1 BDRs

Assim é possível concluir que o valor da ação no exterior é diferente do valor da BDR multiplicado pela cotação, pois depende do tamanho do lote.

Como funciona a Tributação?

Para investimentos em BDRs é muito importante entender como funciona a tributação para não ter surpresas. Tributação geralmente é um assunto complicado e difícil de entender, mas no caso de BDRs é muito simples. Generalizando, existem dois tipos de tributação: tributação do país de origem e tributação brasileira.

A tributação do país de origem é descontada na fonte e o investidor não precisa se preocupar em gerar DARF nem fazer cálculos para saber o valor a ser pago. Essa tributação depende de cada país, por exemplo nos EUA todos os dividendos são tributados em 30%, recolhido para o governo americano.

A tributação no Brasil ocorre no momento da venda, somente sobre o lucro obtido. A alíquota é de 15% e fixa para qualquer caso de venda de BDRs com lucro. Esse tributo deve ser pago via DARF até o último dia útil do mês subsequente ao da venda, similar a tributação paga para qualquer ação brasileira.

Como faço para ter investimentos em BDR?

Através do Home Broker de sua corretora, simples assim! Basta entrar no Home Broker, selecionar o ticker da BDR desejada e realizar a compra, mesmo procedimento que aquisição de uma ação.

Se você não está acostumado a operar através do Home Broker ou está começando a aprender sobre ações, escrevi um passo a passo bem prático que pode ajudar nos seus primeiros passos na Bolsa de Valores.

Mais informações sobre BDRs

Algumas curiosidades sobre BDRs e outros recibos de ações:

  • Cada país possui suas próprias Depositary Receipts (DR). Por exemplo, na Inglaterra a Bolsa de Valores de Valores de Londres, principal do Reino Unido, negocia ativos estrangeiros através das Global Depositary Receipts (GDR). Assim como os EUA negociam ativos estrangeiros através de suas American Depositary Receipts. Desse modo, pode-se concluir que essa metodologia de negociação é utilizada no mundo inteiro desde 1920, introduzidas pela primeira vez nos Estados Unidos.
  • O titular pode requerer a conversão de uma BDR para obter a ação da companhia. Esse é um direito do investidor em BDR que deve ser realizado pela instituição custodiante dos certificados no Brasil. Para identificar a instituição, acesse o site da B3 e consulte a página de BDRs.
  • Investimentos em BDRs não são o único jeito de investir em companhias no exterior. É possível abrir uma conta em uma corretora no exterior e investir diretamente na empresa, apenas deve-se prestar atenção nas taxas de conversão e IOF cobrados.

Resumo de Vantagens e Desvantagens

VantagensDesvantagens
Diversificação da carteira (Internacionalização)Sujeito a cobrança de imposto retido na fonte diferente para cada país de origem
Ativos com valor variando de acordo com o dólarMenor liquidez se comparado com ações brasileiras
Praticidade de negociação (Direto pelo Home Broker)Mesmo existindo mais BDRs do que ações brasileiras, o número de ações disponíveis nos EUA é maior
Não possui valor mínimo de investimentoCobrança de taxa sobre os dividendos
Acesso às maiores empresas do mundo


Exemplo prático de negociação de BDRs

Vou criar um cenário hipotético (não é recomendação de compra/venda de ativos) para explicar como funcionaria uma negociação de BDR e como seria a apuração do lucro ou prejuízo na operação. Dessa forma, ficará mais fácil de compreender a variação da cotação e do câmbio no valor do ativo.

 Dados de exemplo:

  • Empresa: Facebook (FBOK34)
  • Lote: 28 BDRs = 1 Ação do Facebook

Momento 1 (compra):

  • Data: 04/12/2020
  • Valor da ação (NASDAQ): USD 205,26
  • Cotação (R$/USD): 5,5738
  • Valor da BDR: R$40,86

Momento 2 (venda): 

  • Data: 15/12/2020
  • Valor da ação (NASDAQ): USD 210,88
  • Cotação (R$/USD): 5,8422
  • Valor da BDR: R$44,00

Resultado:

  • Valorização da ação: 2,74%
  • Valorização da BDR: 7,68%

No dia 04 de dezembro o investidor adquiriu uma BDR pelo valor de R$40,86 diretamente pelo home broker de sua corretora e vendeu essa mesma BDR pelo valor de R$44,00 após 11 dias. Através desse exemplo, é possível observar que mesmo com a ação da empresa valorizando 2,74%, o BDR valorizou 7,68%. Isso ocorreu devido ao dólar ter se valorizado em relação ao real no período da nossa operação fictícia.

Gostou de aprender sobre BDRs?

Nos ajude a levar essas aulas para mais pessoas e ajudar mais gente a entender que investir não precisa ser complicado. Compartilhe essa aula através do WhatsApp ou a rede social que preferir, clicando nos botões abaixo!