Aulas

CEO, CFO, CMO... O que fazem e o que significam essas siglas?

CEO, CFO, CMO... O que fazem e o que significam essas siglas?

CEO, CFO, CMO, CTO, COO. As siglas compartilhadas no mundo corporativo são tantas que é até difícil acompanhar e conhecer todas elas. Contudo, isso é preciso, especialmente para empresários e profissionais de RH.

Há muita confusão quando o assunto é a abreviação de cargos de chefia. Um diretor executivo, nas entrevistas ou eventos, é normalmente chamado de CEO. Mas por quê? O que essa sigla significa?

Pensando no assunto, criamos este artigo para você. Nele, vai compreender as diversas siglas e descobrir tudo sobre cada uma delas e como aplicá-las em sua empresa. Confira!

Chief Executive Officer (CEO)

Vamos começar pelo topo da empresa — o cargo de CEO. Essa sigla é um acrônimo de Chief Executive Officer, que em português é traduzido para algo como Chefe Executivo de Ofício. Ele representa, na realidade, o cargo máximo de uma companhia.

O CEO é o diretor geral ou diretor executivo — como preferir chamar. É da responsabilidade dele tomar as decisões estratégias que impactam a empresa em médio e/ou longo prazo, além de indicar o caminho a ser seguido por todos.

Para ocupar esse cargo, é importantíssimo ter uma visão sistêmica da empresa e experiência em outras funções. Também deve ser visionário e possuir inteligência contextual, afinal, muitas decisões são tomadas em períodos de turbulência.

Chief Marketing Officer (CMO)

A segunda sigla que merece atenção é o CMO, um acrônimo de Chief Marketing Officer. Este profissional é, na realidade, um Diretor de Marketing com a responsabilidade de gerir toda a estratégia mercadológica da empresa.

Diferente do que muitos podem pensar, o marketing não é responsável apenas por veicular a propaganda da empresa, mas também por analisar as oportunidades e ameaças do mercado e criar estratégias para o crescimento da companhia.

Um CMO precisa de competências específicas, como a habilidade de criar parcerias estratégicas, negociar e atrair mais clientes para a empresa. Por muitas vezes, acaba sendo a imagem da empresa e, por isso, também precisa ser bastante comunicativo.

Chief Financial Officer (CFO)

As operações financeiras são cruciais para a saúde, solvência e permanência da empresa em longo prazo. Por isso, também é preciso ter alguém em seu comando e esse é o papel do Chief Financial Officer, o Diretor Financeiro de Ofício.

Como é de se esperar, o Chefe Financeiro cuida de todas as questões ligadas às finanças da companhia para que a lucratividade seja garantida. Questões como: análise de riscos, novos investimentos e aquisições são de sua responsabilidade.

O Diretor Financeiro deve ter muita experiência com o assunto, afinal, o capital financeiro é um dos recursos mais importantes. Geralmente, esse profissional vem de uma longa carreira na área financeira e comercial.

Chief Technology Officer (CTO)

Tudo tem mudado rapidamente, especialmente pelo surgimento de tecnologias exponenciais. Por isso, é preciso que toda empresa — por intermédio do seu CTO, o Diretor de Tecnologias — se adapte eficazmente a essas mudanças.

A sigla CTO vem de Chief Technology Officer e é um dos cargos mais cobiçados pelos jovens talentos. Contudo, essa posição é uma das mais difíceis, afinal, a tecnologia de hoje não é a mesma amanhã — e quem dirá dentro de um ano ou mais!

Não é uma obrigação que o Diretor de Tecnologia tenha formação acadêmica, mas na maioria das vezes é graduado em Ciência da Computação ou áreas equivalentes. O profissional para esse cargo também deve gostar de estudar e se atualizar constantemente.

Chief Operating Officer (COO)

COO é a sigla inglesa de Chief Operating Officer, cujo significado é Diretor de Operações ou Executivo Chefe de Operações, um cargo atribuído a quem é o braço direito do CEO (Diretor Executivo ou Presidente) dentro de uma organização.

O COO é o responsável pela gestão das operações da empresa no dia a dia, realizando um acompanhamento rotineiro e eficiente do negócio, e com a função adicional de reportar regularmente todas as operações da empresa ao Diretor Executivo.

Chief Information Officer (CIO)

Esse cargo é cada vez mais importante nas empresas devido a digitalização dos negócio. CIO é o Diretor de Tecnologia da Informação. Essa cadeira é responsável por toda a informática de uma empresa, precisando estar atualizado às tecnologias mais recentes, gerenciar os recursos digitais, sistemas internos e externos e implementar sistemas com inteligência para alcançar os objetivos da empresa.

Chief Product Officer (CPO)

CPO refere-se ao Diretor de Produtos. Essa pessoa comanda as atividades relacionadas aos produtos da organização, como concepção, projeto, produção, mapeamento e correção de problemas, além de identificar oportunidades de melhorias e novos produtos.

Chief Human Resources Officer (CHRO)

Essa sigla é destinada ao Diretor de Recursos Humanos. Esse profissional dirige as ações voltadas à gestão de pessoas, processos de seleção, clima e cultura organizacional, políticas de remuneração e benefícios, departamento pessoal, treinamentos e programas de desenvolvimento de carreiras. Em alguns caso, também direciona a comunicação interna da corporação.

Chief Communications Officer (CCO)

Diretor de Comunicação, é o líder de comunicação corporativa e responsável pelas relações da empresa com a imprensa, os clientes e a comunidade. Esse cargo pode responder à diretoria de marketing ou atuar de forma conjunta. Em alguns casos, essas duas funções podem ser realizadas pela mesma pessoa.

Chief Legal Officer (CLO)

Cargo ocupado pelo Diretor Jurídico. É responsável por proteger legalmente a empresa e deve garantir que as estratégias da companhia atendam as questões jurídicas. Atua no gerenciamento de crises legais, assuntos relacionados à privacidade, propriedade intelectual, economia colaborativa e pode trabalhar em ações coordenadas entre Recursos Humanos e Marketing, por exemplo.

Chief Knowledge Officer (CKO)

Diretor de Conhecimento. Deve gerir o capital intelectual da organização e o conhecimento dos profissionais em relação ao negócio. Além do que, entende tanto de tecnologia e processos quanto de pessoas. É peça importante nas consultorias.

Conclusão

Como pode ver, essas siglas representam alguns dos principais cargos dentro de uma empresa. Com chefes talentosos e motivados, uma companhia pode atingir resultados significativos e se diferenciar de qualquer concorrente.

Gostou desse artigo? Compartilhe com os seus amigos nos botões de redes sociais abaixo e ajude mais gente a aprender sobre essas siglas!