Aulas

As 5 Lições do livro O Mais Importante para o Investidor de Howard Marks

As 5 Lições do livro O Mais Importante para o Investidor de Howard Marks

Desmistificando os investimentos: descubra as lições sinceras e fundamentais vindas de um gênio do mercado financeiro para você se transformar em um investidor de êxito e brilhante no longo prazo.

O mercado financeiro está em contínua transformação e dinamismo, devido ao surgimento de novos produtos e novas formas de investimentos.

E, ao falarmos de investimentos, dizemos que podem ser entendidos como a aplicação de algum tipo de recurso com a expectativa de receber um retorno futuro superior ao capital aplicado, isto é, investir não é deixar de gastar, é comprar no futuro.

Dessa forma, a decisão de onde investir dinheiro está ligada ao nível de risco que se deseja assumir, frente ao retorno esperado.

Ademais, o bom investimento envolve a atenção criteriosa e simultânea a muitas áreas.

Quem deseja desenvolver-se na atividade de investimentos, cedo ou tarde, descobre que se trata de uma jornada sem fim em busca de conhecimento sobre o mundo e, sobretudo, uma eterna busca de autoconhecimento.

Diante disso, pensando em simplificar o ato de investir, orientá-lo a tomar decisões mais acertadas e evitar as armadilhas que capturam tantos investidores, selecionamos neste artigo 5 lições que compõem o best-seller “O Mais Importante Para o Investidor”.

Escrito por Howard Marks, vice-presidente da Oaktree Capital Management, empresa de gestão de ativos norte-americana considerada a maior investidora em títulos de risco do mundo, o livro é um guia extraordinário para direcionar os investidores nos mais diversos aspectos da arte de investir.

Quer saber mais? Então, acompanhe-nos nesta leitura enriquecedora e aprenda a se tornar um investidor de sucesso!

1. O pensamento de segundo nível

Investidores bem-sucedidos buscam uma performance acima dos índices de mercado e, para isso, é de suma importância fazer uma abordagem de investimento intuitiva e adaptável, concentrando em um pensamento mais perceptivo, ou pensamento de segundo nível.

Em síntese, esse pensamento é profundo e complexo, no qual o investidor leva em conta diversos aspectos para executá-lo, como a gama de prováveis resultados futuros e a probabilidade de estar certo.

Para superar o investidor médio e conquistar resultados superiores, os pensadores de segundo nível precisam saber que investir bem é o oposto da simplicidade, desenvolvendo opiniões precisas e não consensuais sobre valor.

Diferente e melhor são, portanto, as palavras de ordem que definem o pensamento de segundo nível dos investidores de sucesso.

2. O valor

howard marks

Howard Marks. Fonte: Forbes/Divulgação.

A regra de investimento mais antiga é também a mais simples: compre por um preço abaixo do valor intrínseco e venda por um preço acima.

Mas, por sua vez, o que isso quer realmente dizer?

Segundo Howard Marks, uma estimativa precisa do valor intrínseco do ativo é o ponto de partida indispensável para descobrir qual o preço de compra adequado para hoje.

A partir daí, um investidor tem duas estratégias fundamentalistas a serem seguidas:

  • Investimento de valor: tem o objetivo de chegar a um valor intrínseco e comprar a ação quando o preço estiver abaixo desse valor;
  • Investimento de crescimento: encontra ativos cujo valor aumentará rapidamente no futuro e produzirá uma apreciação considerável.

O investimento em valor é capaz de produzir resultados favoráveis de forma mais consistente que o investimento de crescimento, nesse caso, o próximo movimento importante é mantê-lo de forma convicta.

Estimativas exatas do valor intrínseco formam a base essencial para a realização de investimentos estáveis, não emotivos e potencialmente rentáveis.

Assim, os três ingredientes essenciais para se obter lucro em um mercado em baixa são: ter uma visão sobre o valor intrínseco, manter essa visão com bastante convicção e, o mais importante, estar certo desses investimentos.

3. Relação entre preço e valor

O estabelecimento de uma relação saudável entre os fundamentos do valor e o preço é um dos principais elementos do bom investimento.

Diante disso, o preço deve ser o ponto de partida do investidor de valor.

Então, eis que surgem os questionamentos: como o preço é composto? Em que um potencial comprador deve prestar atenção para ter certeza de que a precificação está correta?

Na maioria das vezes, o preço de um ativo será afetado da mesma forma por dois fatores, psicológico e técnico, o que determinará primariamente as flutuações de curto prazo.

Os fatores psicológicos merecem maior destaque, pois exercem uma forte influência no preço e são utilizados para entender o quociente preço/valor na percepção do funcionamento da mente de outros investidores.

Deste modo, para realizar um investimento em valor consciente e obter lucros, é indispensável manter os fatores técnicos e psicológicos ao seu lado e executar a estratégia de investimento que se baseia em algum valor genuíno.

Isso significa que, de todos os caminhos possíveis para alcançar lucro nos investimentos, comprar abaixo do valor é claramente o mais confiável.

4. O risco

Investir é dar atenção ao futuro, e como o futuro é incerto, o risco torna-se o elemento essencial e inevitável para a realização de bons investimentos.

Isto posto, os três passos que configuram o risco são:

  1. Entendê-lo;
  2. Reconhecê-lo;
  3. Controlá-lo.

Inicialmente, quando um investidor deseja realizar uma determinada negociação, precisa fazer julgamentos sobre os seus riscos e entender se é capaz de conviver com eles.

Depois, a decisão de investir deve ser em função dos riscos incorridos, bem como dos rendimentos potenciais.

Por fim, quando considera-se os resultados de um investimento, o rendimento, por si só, possui um significado limitado, então o risco assumido também precisa ser avaliado.

Dentre os diversos tipos de riscos aceitos pelos investidores, o mais perigoso é o risco de perder dinheiro, e não existe nenhum padrão para sua quantificação, portanto, não é possível prever, precisamente, o quociente risco/retorno.

Visto que grande parte do risco é subjetivo, oculto e imensurável, os investidores bem-sucedidos avaliam-o com base, principalmente, na estabilidade e confiabilidade do valor e na relação entre preço e valor.

5. Os ciclos

Tanto nos investimentos, quanto na vida, as coisas estão em constante transformação.

Tudo é incerto, já que os valores podem cair, as estimativas sempre carregam a possibilidade de erro e as circunstâncias se modificam.

Todavia, os investidores devem confiar em dois princípios:

  • A maioria das coisas se comportará de maneira cíclica;
  • Algumas das maiores situações de ganhos e perdas ocorrem quando as pessoas se esquecem do princípio número um.

Tendo em vista que as economias, os mercados e as empresas atravessam ciclos de crescimento e declínio, ascensão e queda, os resultados de investimentos também passam a ser variáveis e cíclicos.

Nesse contexto, ignorar ciclos e extrapolar tendências é uma das coisas mais perigosas que um investidor pode fazer.

Pelo contrário, ele deve reconhecer os momentos de crise a fim de se preparar para controlar as tendências negativas do mercado e tomar decisões de investimento assertivas, conforme a situação vivida.

Conclusão

Os ensinamentos aqui abordados descrevem, de forma simples e didática, os requisitos necessários para se investir com êxito.

Eles vão levá-lo a uma jornada desafiadora, emocionante e instigante, para que você mergulhe fundo no mundo dos investimentos e tenha sucesso na escolha de ações e ativos.

E, citando Benjamin Graham, autor do renomado livro O Investidor Inteligente e um dos maiores investidores da história:

“A arte do investimento tem uma característica que não costuma ser apreciada. Um resultado admirável, mesmo que não muito espetacular, pode ser alcançado pelo investidor leigo com um mínimo de esforço e capacidade; mas a melhora desse padrão facilmente atingível requer muita dedicação e muito mais do que apenas um traço de sabedoria.”

Gostou das lições deste livro? Então, recomendamos que adquira e leia a obra completa do livro O Mais Importante para o Investidor (link).

Categorias: Investimentos