Como ensinar aos filhos o valor do dinheiro?

Não ouvimos falar sobre educação financeira nas escolas com frequência, por isso educar financeiramente os filhos não é tarefa fácil, principalmente porque eles aprendem através dos exemplos.

As nossas atitudes e ações constroem os valores básicos dos nossos filhos ao longo da infância e para auxiliar você enumeramos os princípios básicos que podem ajudar na formação de adultos financeiramente saudáveis.

Esses princípios não se enquadram somente as crianças, eles tem reflexo a todos que convivem conosco, por isso, é tão importante praticarmos aquilo que queremos ensinar.

1º Princípio – Gratidão

A gratidão provém do reconhecimento de uma pessoa por algo. Este é o primeiro passo para que você ensine ao seu filho aquilo que é importante na vida, ele passa a reconhecer e dar valor aquilo que lhe traz felicidade, aprendizado ou algum benefício. Você pode começar pelo simples gesto de agradecer a sua vida, o alimento que consome ou o trabalho que possui. Ela não precisa ser muito sofisticada.

Ao final do dia experimente criar o habito de perguntar ao seu filho “Quais foram 3 coisas boas que aconteceram no dia?”, compartilhe também quais foram os seus momentos bons.

Exercitar a gratidão traz equilíbrio emocional para você e seu filho, quanto mais você é grato com a vida, mais vai atrair momentos pelos quais seja grato.

2º Princípio – Cuidado

O cuidado envolve valores muito importantes tanto para a vida em sociedade quanto para a vida pessoal. Cuidar da casa, dos brinquedos e do material escolar envolve demonstrar respeito, ética e honestidade.

Ensinar pelo exemplo neste caso, envolve cuidar dos bens, mantê-los limpos e organizados, assim, quando seu filho ganha um brinquedo ele passará a cuidar, pois para ele aquilo tem um valor. Se pega algo emprestado da biblioteca ou de um amiguinho ele devolverá este item da mesma forma (ou melhor).

Este aprendizado, quando levado para a fase adulta, vai ter um impacto na sua vida pessoal e maior ainda na sociedade. Passará a cuidar dos bens e patrimônios pessoais e sociais.

3º Princípio – Paciência

A paciência é saber esperar para obter aquilo que deseja. Entender que devemos plantar para colher após um tempo, existe uma história que ilustra bem esta passagem.

Conta-se que certa vez um senhor de idade avançada plantava tâmaras no deserto, tamareiras levam de 80 a 100 anos para produzir o primeiro fruto. Um jovem abordou o senhor perguntando: “Mas por que o senhor perde tempo plantando o que não vai colher?”. O senhor virou a cabeça e, calmamente, respondeu: “Se todos pensassem como você, ninguém colheria tâmaras”.

Criar rotinas e organizar horários é ação muito importante para este princípio, horário de comer, horário de brincar, horário de tomar banho e escovar os dentes.

Se o seu filho sabe esperar ele consegue guardar dinheiro e comprar aquilo que deseja, se não sabe esperar antecipa a compra e fica endividado.

4º Principio – Trabalho

Uma das principais formas de ganhar dinheiro é trabalhando, por isso, se você demonstra orgulho pelo seu trabalho, se sente recompensado, vê resultado e propósito no que faz seu filho entende que trabalhar é algo positivo.

Pelo contrário, se você demonstra frustração, tristeza e não se sente realizado, seu filho passa a entender o trabalho como algo negativo.

Se seu filho pede que você esteja mais presente em casa e você responde: “Filho, tenho que trabalhar bastante para poder ter dinheiro e comprar presente para você.” Você passa a criar um conceito dúbio, onde seu filho entende que o trabalho é algo negativo, pois tira quem ele ama de perto e o presente substitui essa falta.

Se este aprendizado é levado a fase adulta muitas vezes cria-se de forma inconsciente a compulsividade pelas compras, onde o ato de comprar é a tentativa de preencher a falta dos pais.

5º Principio – Doação

A doação é o equilíbrio entre os polos do egoísmo e também a demonstração do respeito e cuidado pelo próximo. Você constrói o equilíbrio emocional para que seu filho não seja avarento, que é o que retém em exagero; nem consumista que busca a satisfação própria pelas compras.

A doação equilibra as emoções na forma como você lida com o dinheiro, além de ajudar e cuidar do próximo.

A medida que seu filho crescer, doar os brinquedos que já não lhe serve mais é um ótimo exercício.

 

Ao exercitar estes princípios seu filho passará a entender o valor do dinheiro, das pessoas e dos bens. Se você é uma pessoa que se importa com o dinheiro e com as pessoas, você pode gostar de assistir nosso Treinamento de Educação Financeira. O único treinamento que ensina você a cuidar do dinheiro e ter um ótimo planejamento, mesmo que você não seja rico.

Cadastre-se e receba a primeira aula no seu e-mail.

Treinamento de Educação Financeira (matrículas abertas)

Matricule-se agora

Coach executivo e financeiro, co-fundador do Criando Futuro. Formado em Engenharia Elétrica pela Faculdade de Engenharia Industrial, Personal & Professional Coach pela Sociedade Brasileira de Coaching e International Coaching Community, Programação Neurolinguística pela Iluminatta Brasil. Já acumulou em sua carreira mais de 250 horas em atendimentos de coaching.