É bem comum que você queira começar em algo seguro quando se trata de alguma novidade, nos investimentos não seria diferente.

Nesse vídeo citamos investimentos que podem ser classificados como seguros pois fazem parte da chamada Renda Fixa, ativos que rendem periodicamente e, exceto em eventos específicos, não oscilam para baixo como ocorre por exemplo nas Ações e nos Fundos Multimercado.

Esses investimentos são mais seguros que a Poupança?

Para responder isso você precisa entender primeiro o porquê da poupança ser conhecida como “segura”.

Essa fama surgiu pelo fato da poupança ser garantida pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) e esse mesmo fundo também garante alguns dos investimentos que falamos no vídeo como LCI, LCA e CDB. Logo, podemos afirmar que eles são tão seguros quanto a poupança.

Qual a vantagem de investir em algo além da Poupança?

O investimento na poupança perde para a inflação, como você aprendeu no vídeo anterior. Esses outros investimentos costumam acompanhar e até mesmo superar a inflação, inclusive alguns superam a taxa básica de juros, com o bônus da segurança semelhante a da poupança e outros que ainda contam com a isenção do imposto de renda.

A poupança não serve para nada?

Não é bem assim, a poupança pode ser usada para outras finalidades que não sejam planejamento de investimentos para longo prazo. A poupança pode, por exemplo, ser utilizada para criar o seu colchão de segurança que será uma parte importante na sua jornada como um investidor ou investidora.

Redação Criando Futuro

Assuntos reunidos e editados pela equipe do Criando Futuro, ajudando no seu desenvolvimento pessoal e suas finanças. Dúvidas ou sugestões, envie pelo Fale Conosco.