melhor hora sacar poupança

Conhecer bem suas aplicações é a melhor maneira de atingir os melhores resultados financeiros. No entanto, nem todo mundo sabe a hora certa de começar ou parar de investir. Você sabe, por exemplo, qual é o melhor momento para sacar dinheiro da poupança?

Apesar de ser um investimento de baixa rentabilidade, assim como o seu risco, se o saque ocorrer no momento certo, a caderneta de poupança lhe garante um lucro seguro, acrescido com juros do período.

Quando sacar dinheiro da poupança

Mas, afinal, qual é o momento ideal para se sacar o dinheiro da poupança? A nossa dica é que faça isso logo após o aniversário da aplicação.

Por exemplo, se você aplicou 100 reais na poupança no dia primeiro de novembro, esse dinheiro só vai render daqui há um mês – data conhecida pelos bancos como o “aniversário” da aplicação. Assim, o seu rendimento será acrescido de juros no dia primeiro de dezembro e você pode retirar o que aplicou, mais os juros no dia seguinte.

Poupança antiga x poupança nova

Existe uma particularidade na hora de sacar o dinheiro da poupança. Apesar de pequena, existe uma diferença entre poupança antiga e poupança nova.

Se você não está muito familiarizado com a aplicação, é importante saber que a primeira se refere à caderneta efetuada até o dia o dia 3 de maio de 2012, com rendimento fixo de 0,5% ao mês e mais a soma da Taxa Referencial (TR).

Qualquer aplicação após essa data, mesmo se resgatar o dinheiro anterior e reaplicá-lo, seguirá a nova regra da poupança. Se a Selic for maior que 8,5% ao ano, o rendimento da poupança será o mesmo 0,5% + TR. Caso a taxa básica de juros fique abaixo desse patamar, o rendimento da caderneta de poupança será de 70% da Selic + TR.

Como é fácil perceber, a diferença entre as regras só se dá com a taxa Selic abaixo de 8,5% ao ano. Ou seja, nos patamares de hoje, nada muda. De qualquer modo, a sugestão é a mesma: para conseguir o melhor rendimento, saque o dinheiro da poupança logo após o aniversário da aplicação.

O que fazer com o dinheiro?

O universo da renda fixa e dos investimentos seguros é bem maior do que apenas a caderneta de poupança, por exemplo, os certificados de depósitos bancários ou os títulos públicos.

Você pode saber mais sobre como investir no Tesouro Direto em nossas aulas e conhecer também várias aplicações que rendem o dobrou ou até mais do que a poupança, com a mesma segurança.

Já sabe o que fazer com o dinheiro da poupança? Compartilhe conosco!

Bruno Papi

Investidor desde 2011 na Bolsa de Valores, fundador do site General Investidor e co-fundador do Criando Futuro. Bacharel em Sistemas de Informação, MBA em Gestão de Projetos e cursando pós-graduação em Finanças, Investimentos e Banking pela PUCRS. Já concedeu mais de 50 entrevistas em diversas mídias, além de palestrar em empresas e universidades sobre investimentos.