Uma das taxas mais conhecidas e acompanhadas pelos investidores ou por quem começa a estudar sobre investimentos, principalmente quando o assunto é o Tesouro Direto.

E não apenas os investidores ou iniciantes nos investimentos precisam conhecer essa taxa e seus efeitos na sua vida, é importante que todos entendam como ela está presente no sistema econômico do país todo.

O que é Selic?

A Selic, abreviação de Sistema Especial de Liquidação e Custódia, é a taxa utilizada para os financiamentos entre os bancos e que está atrelada aos títulos públicos federais.

O Copom, Comitê de Política Monetária, é quem determina a meta da taxa Selic. O mercado financeiro usa essa meta como parâmetro para as tomadas de decisões de investimentos que estão ligados a Selic, como CDB, LCI e Tesouro Selic, para estimar os ganhos futuros nessas aplicações.

As decisões sobre a taxa Selic são tomadas pelo Copom a cada 45 dias e podem ser pela manutenção da taxa, onde não ocorre mudança nenhuma, pela redução ou pelo aumento da taxa.

Efeito no seu bolso

A taxa Selic pode ter vários efeitos no seu dia a dia, alguns exemplos de impactos diretos são:

  • Investimento em fundos DI;
  • Investimento em CDB que rende porcentagem do CDI;
  • Investimento no Tesouro Selic;

Como esses são investimentos que estão atrelados a Selic, ou seja, variam de acordo com a taxa Selic, os efeitos são imediatos e o investidor já percebe um aumento ou uma redução da sua rentabilidade.

Os efeitos das mudanças na Selic também podem ser sentidos indiretamente, até mesmo em outros títulos do Tesouro Direto, alguns exemplos para você entender:

  • Tesouro prefixado ou IPCA+;
  • Taxas de empréstimos bancários;
  • Juros de cartões de crédito;

Perceba que mesmo quem não investe pode sentir os impactos, inclusive quem está endividado como no pagamento de juros dos cartões de crédito.

Apesar das taxas do Tesouro IPCA ou Tesouro prefixado não serem atreladas a Selic, o reflexo dessa mudança também reflete em suas taxas para baixo ou para cima, assim como nos empréstimos e nos cartões, pois os bancos pegam financiamentos mais baratos ou mais caros entre eles, baseados na Selic.

Acompanhe a Selic

Você deve acompanhar a taxa Selic para tomar suas decisões de investimentos com mais dados, comparando essa taxa com outros tipos de aplicações que o Mercado oferece antes de investir.

O melhor site para saber qual é a taxa Selic e acompanhar sua evolução é o do próprio Banco Central do Brasil (BCB), basta clicar aqui para verificar a Selic atual, lembrando que existe a meta e a variação oficial.

A variação da taxa Selic acontece quase que diariamente, caindo e subindo, mas mantendo a meta definida pelo Copom como uma bússola, portanto, você pode usar a meta para os seus cálculos e decisões.

Bruno Papi

Investidor desde 2011 na Bolsa de Valores, fundador do site General Investidor e co-fundador do Criando Futuro. Bacharel em Sistemas de Informação, MBA em Gestão de Projetos e cursando pós-graduação em Finanças, Investimentos e Banking pela PUCRS. Já concedeu mais de 50 entrevistas em diversas mídias, além de palestrar em empresas e universidades sobre investimentos.