Aulas

Recibo de Depósito Bancário (RDB): O que é e como investir?

Recibo de Depósito Bancário (RDB): O que é e como investir?

RDB significa Recibo de Depósito Bancário que, nada mais é, do que um tipo de investimento em renda fixa. Esse título é emitido exclusivamente por instituições financeiras, por isso poucas pessoas conhecem essa aplicação.

Isso porque financeiras são diferentes de bancos. Diferente do que muitos pensam, uma financeira não serve só para conceder créditos. Ela também pode emitir produtos de investimento, captar recursos e realizar investimentos em títulos públicos e privados.

Uma financeira é uma sociedade de crédito, financiamento e investimento. E como o nome sugere, trata-se de uma empresa especializada em oferecer empréstimos e financiamentos e, para conseguir recursos, investimentos.

As financeiras atuam em nichos específicos. Elas financiam a compra de bens duráveis como automóveis, caminhões, maquinários e também oferecem empréstimos pessoais, desde crédito pessoal até financiamento de bens.

O título emitido por financeiras que é mais conhecido é o LC, Letra de Câmbio (não tem relação com dólar e euro, ok?), mas também existe o RDB, um título nominativo, intransferível, emitido sob forma escritural e garantido pelo FGC. 

Vale dizer que o RDB é muito similar ao CDB, portanto, as suas características são bastante parecidas e, normalmente, podem causar uma confusão em quem está começando a estudar esse universo dos investimentos, mas vamos explicar tudo e ajudar na sua tomada de decisão!

Quanto rende um RDB?

Como as financeiras são menores que os bancos, logo possuem maior risco e precisam oferecer boas oportunidades nos investimentos para captar clientes. É por esse motivo que, normalmente, o RDB possui uma rentabilidade maior do que o CDB.

Essa é a característica mais chamativa dos RDBs: a rentabilidade. Os investidores gostam muito de aplicar o dinheiro justamente porque é um produto seguro (spoiler: é garantido pelo FGC!) e com uma rentabilidade muito alta.

Talvez você se pergunte: "Bruno, por que alguém investiria em RDB em vez de um CDB?"

Normalmente, porque os RDBs garantem uma rentabilidade acima dos CDBs, por exemplo, de 130% até 140% do CDI ao ano!

São taxas bem superiores, mas nesses casos os RDBs não possuem liquidez, ou seja, você precisa levar o título em sua carteira até o vencimento. O que pode levar de 5 a 10 anos.

Qual é a dinâmica do RDB?

Confira as suas principais características:

  • Garantia do FGC: o RDB possui a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) ou seja, o seu investimento está seguro até R$ 250 mil por grupo financeiro e R$ 1 mlhão por CPF. Se a financeira quebrar, você recebe o seu dinheiro (mais rendimentos) de volta.
  • Tributação do IR: a tributação pelo Imposto de Renda de um RDB segue a tabela regressiva dos investimentos em renda fixa. Quanto mais tempo o seu dinheiro fica investido, menor é a alíquota que você vai ter que pagar.
  • Pré ou pós-fixado: existem RDBs prefixados (rentabilidade definida no momento do investimento), mas também existem opções pós-fixadas em que a rentabilidade depende de algum indexador. Na maioria dos casos, o RDB é indexado ao CDI.
  • Valor mínimo: há alguns anos, só era possível investir em RDB a partir de R$ 10.000,00. Atualmente,existem boas opções a partir de R$ 1.000,00, o que torna um investimento mais acessível a todos.
  • Prazo de vencimento: há RDBs com diferentes prazos que dependem da escolha do investidor. Existem opções a partir de poucos meses (3 ou 4 meses) até vários anos (até 10 anos).
  • Liquidez: diferente do CDB, a liquidez do RDB é sempre no vencimento. Isso, em outras palavras, significa que o dinheiro investido só pode ser resgatado no prazo fina – o dinheiro fica “preso” durante todo o período sem a opção de liquidez diária.

Como investir em RDB?

Para investir nesse produto, o processo é muito simples. Por lei, o RDB não pode ser distribuído em corretoras e só é encontrado nas próprias financeiras, por isso é preciso abrir uma conta de investimento nesse tipo de instituição.

Todo o processo é realizado online e não há nenhum custo: taxa de manutenção, taxa de corretagem, taxa de custódia, ou seja, é taxa zero para investir em RDB. Depois de ter a conta aberta, basta fazer a transferência do valor que quer aplicar e realizar o investimento.

Gostou dessa aula? Compartilhe com os seus amigos e nos ajude a levar nossas aulas gratuitas para mais pessoas!