Voltar para a home

Antecipação de recebíveis: o que é e como funciona essa operação?

Antecipação de recebíveis: o que é e como funciona essa operação?

Quando uma empresa precisa de dinheiro para pagar contas, gerar fluxo de caixa ou investir em expansão, a antecipação de recebíveis é uma das opções de crédito disponíveis no mercado. 

Nessa modalidade, o empreendedor recebe o valor das suas vendas a prazo de maneira adiantada e pode usar o dinheiro para atender às necessidades imediatas da empresa.

Afinal, o que é antecipação de recebíveis? 

Apesar do nome complicado, a antecipação de recebíveis tem um significado bem simples: trata-se de uma linha de crédito para que as empresas adiantem o recebimento de suas vendas. Assim, elas pode usar no presente um dinheiro que só chegaria no futuro. 

Quando o consumidor compra um produto e decide parcelar o pagamento em três vezes, por exemplo, o proprietário do estabelecimento pode levar até 90 dias para receber o valor total da venda. Ao contratar uma antecipação, ele pode receber o dinheiro em poucos dias. A antecipação de recebíveis também é chamada de adiantamento de recebíveis ou desconto de duplicatas

Mas essa facilidade tem um preço: as instituições financeiras que oferecem antecipação de recebíveis cobram taxas sobre o valor adiantado às empresas para, então, assumirem a responsabilidade pelo recebimento futuro dos títulos negociados. 

Como funciona a antecipação de recebíveis? 

O processo de adiantamento de recebíveis sofre algumas mudanças de uma instituição para outra, mas normalmente passa pelas seguintes etapas: o empresário interessado em adiantar os seus recebimentos entra em contato com o banco ou fintech que oferece essa modalidade de crédito e conhece as condições envolvidas na transação. 

A operação deve ser transparente: a instituição financeira precisa informar ao solicitante as taxas de juros que serão descontadas do valor antecipado e o prazo para que o dinheiro fique disponível na conta do empresário. 

O próximo passo é cadastrar as informações das maquininhas de cartão de crédito no Internet Banking, caso a antecipação seja feita por intermédio de um banco, ou na plataforma da instituição financeira responsável pelo adiantamento, no caso das fintechs. Nessa etapa, o empreendedor também informa os dados da conta em que deseja receber o dinheiro.

Em seguida, ele escolhe quais notas deseja adiantar e faz o pedido de antecipação de recebíveis online. Além de parcelas de cartão de crédito, a instituição financeira pode antecipar o pagamento de cheques pré-datados e duplicatas e assume o recebimento dos títulos que foram adiantados. 

Aliás, esse é um ponto de atenção: se o cliente que fez a compra parcelada não honrar com suas obrigações, o banco responsável pela antecipação ficará sem o dinheiro e poderá aplicar restrições à empresa ou exigir o pagamento dos valores em aberto. Por isso, ao avaliar as receitas a antecipar, é importante considerar o histórico de inadimplência dos consumidores por meio de uma análise de crédito. 

Quais são as vantagens do adiantamento de recebíveis? 

A antecipação de recebíveis apresenta algumas vantagens em relação a outras linhas de crédito disponíveis no mercado. 

As taxas de juros também são definidas de acordo com o perfil financeiro do solicitante, mas costumam ser mais baixas do que as cobradas pelos bancos no rotativo do cartão de crédito e no cheque especial, por exemplo. Isso porque, como o dinheiro pago antecipadamente pela instituição financeira tem origem em uma venda já realizada, o risco de inadimplência é menor do que nas modalidades anteriores. 

Mesmo assim, antes de fechar negócio é importante verificar se as taxas de juros, somadas ao IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e outros encargos, tornam essa opção realmente  vantajosa para a sua empresa.  

Outra característica interessante da antecipação de recebíveis é a facilidade de contratação do crédito. O fato de o banco ou instituição financeira assumir o direito de receber os pagamentos futuros que foram antecipados torna o processo da transação menos burocrático.

Quais são as desvantagens da antecipação de recebíveis?

Apesar das facilidades, a antecipação de recebíveis também oferece alguns riscos que precisam ser considerado. O primeiro, como já mencionamos, é a possibilidade de inadimplência do cliente. 

Se o consumidor que fez a compra a prazo não honrar com esse pagamento ou praticar alguma fraude, como o uso de um cheque sem fundos, a responsabilidade de pagar a instituição financeira fica com a empresa que contratou o crédito. Além de uma surpresa desagradável, o empreendedor ainda poderá ter que pagar multas e juros pela operação.

Outra questão que merece atenção tem a ver com o uso contínuo do crédito: justamente por conta da facilidade da contratação, muitos empreendedores passam a antecipar recebíveis com frequência. Quando isso acontece, o crédito acaba se tornando uma fonte de capital de giro mais cara e pode comprometer a saúde financeira da empresa e pode, inclusive, colocar em risco a sua sobrevivência no mercado. 

Além disso, a praticidade da operação pode acabar fazendo da antecipação de recebíveis uma forma de “tapar buracos” e mascarar outras deficiências relacionadas ao planejamento e gestão do negócio - assim como o cheque especial funciona com as pessoas físicas, por exemplo. 

Quando é interessante utilizar a antecipação de recebíveis? 

A antecipação de recebíveis, assim como outras linhas de crédito para empresas, deve ser usada para atender às necessidades do negócio. Normalmente, essa modalidade é contratada para pagar compromissos com fornecedores quem vencem antes do prazo de recebimento dos seus clientes, levantar capital de giro para manter a empresa funcionando, cobrir operações com juros mais baixos e atender demandas sazonais, quando é preciso reforçar o estoque e o quadro de funcionários. 

Mas, lembre-se: sem um planejamento adequado, a antecipação de recebíveis pode ajudar a resolver um problema hoje e gerar outro maior no futuro. Para saber se a empresa tem condições de trabalhar com a antecipação de recebíveis, é necessário ter uma boa projeção do fluxo de caixa para entender se o valor adiantado fará falta no futuro.

Por: Bruno Papi