Aulas

O que é melhor: comprar imóveis ou investir em Fundos Imobiliários?

O que é melhor: comprar imóveis ou investir em Fundos Imobiliários?

O legal de trabalhar com imóveis é a sua alta flexibilidade de utilização como forma de investimento. 

Conseguimos rendimentos na compra e venda deles, na disponibilização dos imóveis para serem alugados ou até mesmo na aplicação de valores. Esses valores vão para empresas privadas para que empreendimentos sejam construídos, por exemplo, através de Fundos Imobiliários.

Com essa variedade, dá para pequenos, médios e grandes investidores alcançarem bons retornos e diversificarem seus investimentos ao máximo, mas a dúvida permanece: devo comprar imóveis ou investir em Fundos Imobiliários?

A diferença entre as duas modalidades é enorme, apesar de ambas serem do setor imobiliário.

Primeiro, é bom saber que os fundos imobiliários podem ser atrelados diretamente a imóveis ou indiretamente, comprando dívidas de negócios imobiliários.

Esses fundos ou FIIs, como são popularmente conhecidos, são negociados na Bolsa de Valores através de um Home Broker disponibilizado por uma corretora de valores, com preços que podem variar entre 20 reais por operação ou até gratuitamente.

Já os imóveis são negociados diretamente com os vendedores ou por intermédio de um corretor imobiliário, além disso, devem ser realizados diversos trâmites legais em um cartório como pagamento de impostos e transferência de propriedade.

Como investir no setor imobiliário?

Existem diferenças muito distintas em cada tipo de investimento e para cada um, existe o tipo certo de investidor.

Cada investidor possui uma característica própria que é conciliada com suas necessidades antes da construção de sua carteira de investimentos.

Essas características podem ser mais conservadoras ou arrojadas, conforme as descrições abaixo:

  • Conservador: Os investidores conservadores irão preferir investir em investimentos de origem mais segura, nos quais as rentabilidades são previsíveis e o risco é baixo, ou seja, eles vão preferir investir na renda fixa. 
  • Arrojado: Os investidores arrojados irão preferir investir em ativos mais arriscados, dentre os quais há maior potencial de rentabilidade e os riscos são maiores, ou seja, eles vão preferir investir na renda variável. 

Dica: se você está começando a investir agora, mas ainda tem algumas dúvidas, convido a matricular-se (gratuitamente) em nosso Treinamento de Educação Financeira (clique aqui).

Qual a diferença entre comprar imóveis e investir em Fundos Imobiliários?

Como aprendeu, os tipos de investimentos imobiliários podem ser conservadores ou arrojados, portanto, essa é a grande diferença entre comprar ou investir no imóvel.

Comprar um imóvel para viver da renda do seu aluguel, por exemplo, é uma atitude mais arrojada do que um Fundo Imobiliário. Os fundos tem menores riscos e consequentemente são mais conservadores.

No entanto, a intenção de um fundo de investimento é conseguir a maior rentabilidade possível para os seus clientes e garantir a segurança das suas aplicações, por isso possuem gestores, custodiantes, administradores e auditores.

Esses profissionais são responsáveis por analisar cada detalhe de um fundo, no intuito de que ele seja lucrativo e perfeitamente adequado a você, por isso não há como de fato comparar a compra de um imóvel com um fundo imobiliário, exceto se fizermos uma análise dos riscos entre eles.

Os Fundos Imobiliários são mais seguros

Justamente por essa análise de riscos, é preferível investir ao invés de comprar imóveis.

Voltando para a comparação então, o aluguel geralmente acompanha as alterações da inflação, além disso, para aquisição de imóveis é necessário ter um capital alto para sua compra à vista, senão terá de recorrer a um financiamento que é uma desvantagem para esse propósito.

Assim como a necessidade de manutenção desse imóvel, cobranças de taxas da imobiliária, pouca liquidez para venda e outros motivos. São burocracias que dificultam um ganho maior de rendimentos sobre esse imóvel e aumentam o risco de vacância dele.

Já o fundo imobiliário é uma modalidade para investimentos de grandes empreendimentos como shoppings centers e condomínios de edifícios.

Ele também pode te fornecer um aluguel muito rentável e que só depende da quantidade de cotas que você adquire junto com outros cotistas – que são os investidores desse fundo de investimento.

Vantagens dos Fundos Imobiliários

Os fundos imobiliários, portanto, são negociados apenas na Bolsa de Valores, o que garante uma fiscalização melhor desse investimento, para que não haja negociações por fora ou até mesmo lavagem de dinheiro.

O legal de fundos imobiliários é que são isentos de Imposto de Renda no rendimento mensal. Isso é uma grande vantagem em comparação à mensalidade que se recebe de um aluguel, que possui diversas tributações e descontos.

Outro ponto positivo é a liquidez das cotas que permite você vender a sua parte desse imóvel mais facilmente do que vender um patrimônio físico, propriamente dito.

No fundo imobiliário você consegue vender frações do imóvel, pois ele é repartido em cotas. Isso permite você adquirir R$ 50 Mil em cotas e depois vender apenas R$ 30 Mil, se quiser.

Com um imóvel físico, não é possível você vender apenas uma parte dele, por exemplo: vender um cômodo de uma casa. É tudo ou é nada.

O que você precisa saber antes de investir em imóveis

Obviamente os fundos de investimento imobiliários também possuem riscos, porque são fundos de renda variável.

Mas seus riscos podem ser minimizados em comparação com a administração que é necessária quando se tem um imóvel no qual você mesmo precisa administrar.

Mesmo assim, ressaltamos que o mais apropriado para começar a investir em Fundos Imobiliários é que o investidor já tenha bons conhecimentos no mercado financeiro e tenha objetivos de longo prazo bem definidos, pois não é um mercado para rentabilidades em curto prazo.

E para quem está começando agora, também é possível investir em setores ligados à imóveis com uma boa segurança. A LCI, por exemplo, são títulos bastante seguros e que possuem uma boa rentabilidade, isento de imposto de renda.

Se você pretende investir no mercado imobiliário e tem alguma dúvida, nos escreva aqui embaixo!