Aulas

Começando do zero: Como vender nas redes sociais?

Começando do zero: Como vender nas redes sociais?

As redes sociais fazem parte da rotina de muitos brasileiros. Mais de 140 milhões de pessoas estão conectadas a pelo menos uma delas, e o tempo médio de uso por dia é de mais de 3 horas, segundo o relatório The Global State of Digital.

As pessoas usam as redes para se divertir, interagir com amigos, compartilhar acontecimentos e conhecimentos e – por que não? – para comprar. Portanto, se você ainda não usa essas ferramentas para aumentar as vendas do seu negócio, está na hora de começar.

Neste artigo, você vai saber como vender nas redes sociais, independentemente do seu tipo de negócio. Vai conferir dicas para atrair e lidar com clientes, além de entender como desenvolver uma estratégia de conteúdo com foco em vendas.

É realmente possível converter seguidores em clientes?

Sim, é possível converter seguidores em clientes. Além disso, comprar pelas redes sociais já é uma realidade para muitos usuários. Em 2018, as vendas nas redes sociais representaram 21% das transações realizadas naquele ano.

O número, que já era representativo, cresceu em 2020. No último ano, 34% das transações foram realizadas pelas redes sociais. Os dados são da Nuvemshop, plataforma de e-commerce com mais de 70 mil lojas virtuais na América Latina.

As redes sociais, além de intermediar esse grande volume de compras, têm grande poder de influência sobre os compradores. Muitas pessoas que não fizeram as transações por lá chegaram ao site das marcas ou até mesmo às lojas físicas após interagir com elas nas redes ou ver outras pessoas usando os produtos.

Vender nas redes sociais foi a alternativa utilizada por muitas empresas durante a pandemia. De acordo com a pesquisa "O impacto da pandemia de coronavírus", elaborada pelo Sebrae em conjunto com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), 70% das empresas recorreram às redes sociais durante a crise causada pelo novo coronavírus.

Se a sua marca ainda não faz parte dessa estatística, continue lendo este artigo para saber como usar todo esse potencial a seu favor.

Como começar do zero e vender nas redes sociais?

Quem trabalha com varejo (venda de roupas, doces, semijoias, etc) ou até com prestação de serviços (designer, assistente virtual, fisioterapia, etc) ao consumidor final pode vender diretamente nas redes sociais. Veja, a seguir, algumas ações que podem ajudar a dar os primeiros passos no marketing digital.

Conheça o seu público

Para vender nas redes sociais, é preciso ter público. E para atrair essas pessoas você precisa criar conteúdos que sejam do interesse delas. Afinal, sem isso, é muito pouco provável que as pessoas comecem a seguir os seus perfis nas redes sociais.

Para produzir conteúdos relevantes para o público do seu negócio, você deve conhecê-lo. Procure saber quais são as suas dores, dificuldades e dúvidas, para que possa respondê-las em suas publicações.

Responda aos comentários

É nos comentários das fotos e nas interações com os stories que a sua audiência vai se relacionar com a marca. Por isso, é imprescindível que você esteja disponível e responda com agilidade a todas as interações.

Além de tirar dúvidas sobre produtos e preços, as pessoas usam esses espaços para criar conexão e trocar ideias. Valorize cada interação, pois elas podem influenciar nas suas vendas.

Não ignore o seu direct

A caixa de entrada das suas redes sociais é, em geral, um espaço de interação com as pessoas que estão em estágios mais avançados da jornada de compra. Muitas vezes, elas procuram esse meio de comunicação para tirar dúvidas sobre logística, política de vendas e especificações dos produtos.

Sabendo lidar com o cliente nesse canal de comunicação, você consegue inclusive fechar a venda ali mesmo. Isso pode acontecer com o envio de link tanto para o site da loja como para pagamento dos produtos.

Use o Instagram Shopping

O Instagram Shopping é aquela ferramenta que faz com que apareça uma tag nos produtos mostrados nas fotos dos posts. Nela são exibidos nome e preço do produto e, ao clicar, o usuário é levado para a página de venda.

Por lá ele já pode fechar a compra ou optar por visualizar o produto em questão no site da marca. Isso facilita muito o processo de compra e, consequentemente, otimiza a conversão de seguidores em compradores. Afinal, quanto mais difícil o caminho, maiores as chances de o usuário desistir ou se distrair com outras coisas.

Migre para o WhatsApp Business

O WhatsApp também é uma ferramenta muito interessante para quem pretende vender nas redes sociais. Ele ajuda tanto na conversão de clientes quanto na criação de conexão e no suporte.

A lógica aqui é a mesma do direct: interagir, tirar dúvidas e até mesmo fechar negócio. Para isso, esteja disponível, seja gentil e não demore muito para responder.

Como as redes sociais são focadas em imagem, aposte no conteúdo visual, pois, com a velocidade da informação na internet, os elementos visuais acabam sendo mais rápidos de visualizar.

Para receber mensagens de clientes interessados, é importante que o número de telefone usado para acessar o aplicativo esteja disponível e possa ser facilmente encontrado pelo público. Certifique-se de deixá-lo em destaque nas suas redes sociais.

Dicas Avançadas: como vender mais nas redes sociais?

Quando se trata de vendas complexas, como um projeto de engenharia, arquitetura ou um imóvel de alto padrão, vender nas redes sociais não é tão simples. Dificilmente um cliente vai fechar negócio no direct ou decidir pela compra com base no conteúdo de um único post. No entanto, as redes podem ser usadas para influenciar a audiência.

Se você trabalha com serviços ou produtos mais complexos, deve usar o seu perfil para aumentar a percepção de valor da sua marca (brand awareness) e trabalhar a sua imagem perante o público, ou seja, construir a sua autoridade. Assim, quando as pessoas precisarem de seus produtos ou serviços, lembrarão da sua marca.

Atraia seguidores

Para aumentar o seu potencial de vendas, você deve trazer seguidores para o seu perfil. No entanto, o ideal é que esses novos seguidores tenham interesse no assunto do seu negócio, porque, mesmo se não forem o decisor, eles podem influenciar na decisão ou podem até ser um indicador da sua marca.

Assim, os seus conteúdos atingem um maior número de pessoas. Para isso, você vai seguir os mesmos passos indicados acima, quando falamos sobre os primeiros passos: conhecer o público para entender as suas necessidades e criar conteúdos para resolver problemas da audiência.

Nunca utilize atalhos para conseguir seguidores, como ferramentas para seguir ou comprar seguidores. Isso faz com que os seus seguidores não tenham qualidade e, muitas vezes, a rede social pode punir você reduzindo o alcance do seu conteúdo (menos pessoas irão ver os seus posts) ou até banir a sua conta.

Reforce a sua autoridade

A criação de conteúdo e a interação com as pessoas nos comentários das publicações e no direct vão fazer com que as pessoas passem a enxergar a sua marca como autoridade no assunto do qual fala.

Por isso a produção de conteúdo relevante e constante é tão importante. A ideia aqui é fazer com que as pessoas busquem os seus perfis quando tiverem dúvidas sobre assuntos relacionados ao seu mercado e se sintam à vontade para fazer perguntas.

Fortaleça a sua marca

Além de se estabelecer como autoridade e aumentar o brand awareness, outras ações podem ajudar no fortalecimento da sua marca. Você, como profissional de vendas, deve saber que isso é importante para passar segurança e credibilidade aos consumidores, não é mesmo?

Ter uma identidade visual bem definida é um dos exemplos desse tipo de ação. Isso faz com que o cliente comece a identificar os conteúdos da sua marca. Outro ponto importante é a utilização de gatilhos como a prova social. Quando você mostra que outros consumidores aprovaram os produtos ou serviços, o público ganha mais confiança sobre a sua marca.

Disponibilize os seus contatos

Mesmo que os negócios dificilmente sejam fechados pelas redes sociais, é por elas que as pessoas passarão a conhecer a sua empresa, então não se esqueça de deixar todos os seus contatos no perfil e garantir que sejam facilmente encontrados.

Assim, quando alguém decidir buscar atendimento, não terá dificuldades para encontrar você.

Vale a pena investir em mídia paga?

Colocando em prática as dicas acima, você vai conseguir atrair clientes e começar a vender muito pelas redes sociais. Mas, se quiser potencializar os seus resultados, pode apostar em uma estratégia de tráfego pago.

Fazer anúncios nas redes sociais é uma forma eficaz de aumentar o tráfego no seu perfil e no seu site, conseguir mais seguidores e converter clientes que já estão em fases mais avançadas da jornada de compra.

A principal vantagem de investir nesse tipo de anúncio é a hipersegmentação. As plataformas permitem indicar características específicas do público que será impactado, garantindo que as peças sejam entregues para as pessoas certas.

Os principais formatos suportados pelas redes sociais são fotos, vídeos e carrosséis (aqueles anúncios com mais de uma foto em sequência, em que o usuário desliza uma para o lado para conferir a próxima).

Além dos anúncios voltados para aumento do tráfego e brand awareness, uma boa opção é investir em remarketing — peças voltadas para a conversão de pessoas que já estiveram em contato com o produto anteriormente. Sabe quando você visita a página de um produto e ele fica aparecendo no seu feed por alguns dias? Isso é remarketing.

Investir em mídia paga é uma excelente forma de potencializar os resultados das suas vendas nas redes sociais. É preciso lembrar, no entanto, que isso precisa ser feito de forma estratégica, com muita análise de dados e controle do orçamento.

Devo criar contas em todas as redes sociais?

Para vender nas redes sociais, você não precisa marcar presença em todas elas. Afinal, as opções são muitas, cada uma precisa de diferentes estratégias e seria muito trabalhoso ter sucesso em todas. Além disso, criar conteúdo e atender o público exige investimento de tempo e dinheiro, e nem sempre o seu público está naquela rede social. Portanto, a escolha das redes nas quais marcar presença deve ser feita estrategicamente.

Para escolher as redes sociais da sua empresa, você deve considerar, principalmente, a presença do seu público. Afinal, se você está produzindo conteúdo para ele e precisa disponibilizá-lo em seus canais preferidos.

Outros pontos a ser considerados são o custo de manutenção de cada perfil e a adaptação do seu produto ao formato de cada rede. Se você vende roupas, por exemplo, é interessante investir em redes que tenham o compartilhamento de imagens como ponto forte, caso do Instagram.

Quando se trata de quantidade de perfis nas redes sociais, o equilíbrio é a solução. Você não precisa estar em todas, mas também não deve investir apenas em uma delas. Se você colocar todas as suas fichas em um único canal, pode ter grandes prejuízos se ele sair do ar ou, pior, se deixar de existir.

E se as nossas dicas ajudaram você de alguma forma, considere compartilhar esse conteúdo com os seus amigos!

Categorias: Negócios