Aulas

Tesouro Direto: Novo prazo de resgate no mesmo dia

Tesouro Direto: Novo prazo de resgate no mesmo dia

A B3 informou que, a partir de 13 de setembro, a liquidação dos resgates na plataforma do Tesouro Direto vai começar a ocorrer no mesmo dia em que o investidor fizer a solicitação. A mudança só vai valer para operações realizadas antes das 13h.

Agora, qualquer título do Tesouro Direto pode ser resgatado no mesmo dia, quando o resgate for solicitado até às 13h de um dia útil. Logo, essa liquidez não vale para fins de semana e feriado.

Antes dessa mudança, o prazo para resgate era de um dia útil após o pedido. Já no caso de pedidos de resgates realizado em dias úteis a partir das 18h, fins de semana e feriados,  a liquidação ocorria a partir do segundo dia útil seguinte à solicitação.

Com a mudança, a B3 informou que agora todas as operações realizadas após 13h serão liquidadas em D+1, ou seja, em apenas um dia útil após o pedido.

Segundo a Bolsa, a ideia é “antecipar assim o repasse dos recursos financeiros aos participantes e, consequentemente, ao investidor final, que poderá ter acesso aos seus recursos financeiros com mais brevidade”.

Essa é uma alteração é positiva para os investidores, sobretudo aos que alocam a reserva de emergência no Tesouro Direto. Porque agora o Tesouro Selic passa a alternativa mais indicada para realizar esse tipo de reserva e alocar o dinheiro para emergências.

O que é Tesouro Direto?

O Tesouro Direto é um programa do Tesouro Nacional brasileiro que te possibilita, investidor pessoa física, comprar títulos públicos federais por valores acessíveis, diretamente pela internet.

O que são títulos públicos?

Os títulos públicos são papéis de dívidas emitidos pelo Tesouro Nacional para equilibrar as contas do Governo Federal brasileiro.

Como funciona essa emissão?

O Tesouro Nacional emite os títulos públicos e define suas taxas;

  1. A B3 vende os títulos através do site do Tesouro Direto para os investidores;
  2. O investidor, através de uma corretora de valores, compra ou vende os títulos no site;
  3. O Tesouro Nacional se compromete a pagar uma taxa até a data de vencimento para o investidor que comprou o título;
  4. O investidor recebe o pagamento dos juros de uma vez no vencimento ou parcelado a cada 6 meses.

tesouro-direto-como-funciona.png

Quer saber mais sobre o Tesouro Direto? Leia o passo a passo para aprender como investir no Tesouro Direto.

Categorias: Investimentos Notícias