FOF: O que é um Fundo de Fundos e como investir

FOF: O que é um Fundo de Fundos e como investir

No momento de aplicar capital, muitas pessoas buscam os fundos de investimentos. Em geral, possuem cotas com menor custo e a presença de uma administradora, o que representa uma grande ajuda na hora de decidir como conseguir maior rentabilidade.

Saber mais sobre o fundo de investimento e como funciona é importante, principalmente para descobrir que ele oferece muito mais opções do que se imagina. Uma das possibilidades menos conhecidas e que mais pode oferecer vantagens para investidores iniciantes são os FOFs.

Descubra aqui como eles funcionam e quais vantagens esse modelo de investimento pode oferecer para que você alcance seus objetivos.

O que é um FOF?

Sigla em inglês para Funds Of Funds, ou Fundos dos Fundos, esse modelo de investimento tem ganhado muito espaço entre investidores. Com ele, é possível diversificar a carteira investindo em diferentes tipos de investimento com custos menores.

Esse modelo abre a possibilidade de realizar uma única aplicação financeira e, por meio dela, acessar diversos fundos ao mesmo tempo. A rentabilidade da aplicação acontece pela compra e venda lucrativa de diferentes tipos de fundos.

Ainda que, em um primeiro momento, pareça ser o processo ideal para aumentar a rentabilidade do capital disponível para investir, é importante destacar que as negociações só acontecem na bolsa de valores nesse modelo. E é impossível movimentar os ativos em balcão.

Quais são os diferentes tipos de Fundo de Fundos?

Existem diferentes tipos de fundos de investimento que recebem aplicações pelo FOF. Os mais conhecidos e procurados, em geral, são:

  1. Imobiliário;
  2. Multimercado;
  3. Renda fixa;
  4. Ações.

1. Fundos de Fundos Imobiliários

Os fundos de fundos imobiliários (FoF FII) investem seus recursos em outros fundos imobiliários disponíveis em bolsa.

2. Fundos de Fundos Multimercado

Já os FOFs multimercado (FoF FIM) investem em outros fundos multimercados. A classe multimercado é, tipicamente, a mais abrangente, pois o gestor pode investir nos mais variados mercados.

3. Fundos de Fundos de Renda Fixa

Os FOFs de renda fixa são mais raros de serem encontrados e investem em outros fundos de renda fixa. A classe de renda fixa é, dentre todas as demais, a mais segura e costuma investir em títulos públicos e privados.

4. Fundos de Fundos de Ações

Por fim, os FOFs de ações (FoF FIA) serão compostos por uma cesta selecionada pelo gestor de fundos de investimento em ações, sendo uma importante classe de fundos de fundos.

Normalmente, uma aplicação em fundo de investimento exige o estudo e a escolha de uma cota específica. Já no Fundo dos Fundos, não há a necessidade de escolher uma cota, apenas um tipo de fundo.

Assim, ao fazer uma aplicação em um fundo de fundos imobiliários, por exemplo, seus recursos em cota podem ser utilizados em outros fundos imobiliários além do escolhido por você.

Com essa possibilidade, o desvio de recursos de uma cota para outra torna-se uma ferramenta estratégica para amortizar perdas de um ou outro fundo em decorrência da flutuação de mercado.

Vantagens do Fundo de Fundos

Muito benéfica para pequenos investidores, as vantagens principais modelo de investimentos são:

  • Carteira mais diversificada.
  • Custos reduzidos.
  • Perdas menores.
  • Segurança.
  • Volatilidade diminuída.

Explicar as vantagens separadamente é impossível, uma vez que estão todas interligadas nesse tipo de fundo. Ao aplicar capital em um ativo pelo FOF o investidor tem acesso a um grande número de fundos de investimentos e cotas.

Para ter o mesmo alcance com outro modelo, seria necessário um capital muito alto. Assim, a possibilidade de diversificar a carteira se dá não só pela forma como o modelo funciona, mas também pelo valor mais baixo em relação a outros.

Essa facilidade em ter uma carteira diversificada evita que a volatilidade do investimento seja grande. À medida que uma cota sofre impactos de mercado e desvaloriza, é possível mover os recursos para outro fundo que esteja aumentando rendimento.

Eliminando a volatilidade, a segurança do retorno dos investimentos é maior e o risco de perdas e, consequentemente, as próprias perdas, menores.

Desvantagens dos FOFs

Um dos grandes problemas com os Fundos de Fundos e se coloca como maior desvantagem é a falta de controle de compra e venda.

Existe um gestor por trás de cada grupo, responsável por administrar as transações. Assim, o investidor não tem poder de tomar nenhuma decisão sobre as aplicações da carteira do fundo. Esses gestores são independentes e, por isso, todo o controle é deles. E claro, eles também são passíveis de erros.

A existência desse gestor ainda traz um outro ponto: taxas. Ainda que os valores do capital inicial para aquisição de cotas sejam menores, por existir um gestor é necessário pagar taxas administrativas e de performance.

Quais são as taxas de um FoF?

Fundos de Fundos costumam ter alguns custos e taxas específicos, que podem variar de acordo com a gestora. Examinar esses custos antes de investir é importante, já que eles impactam os rendimentos.

As principais taxas que costumam aparecer em FoFs são:

  • Taxa de administração: ela é cobrada pelo gerenciamento do fundo e para remunerar as instituições envolvidas na sua administração. O percentual é anual, mas a taxa vai sendo descontada proporcionalmente todos os dias.
  • Taxa de performance: quando o fundo apresenta um desempenho maior do que o esperado (ou seja, quando os rendimentos superam as expectativas), ela é cobrada sobre o rendimento excedente, como se fosse um “bônus” para a gestora.

Lembrando: essas taxas não são fixas e podem existir ou não de acordo com a instituição e com o fundo escolhido.

Quais são os impostos de um FoF?

A tributação dos FoFs varia de acordo com o tipo deles. FoFs de ações, por exemplo, só sofrem dedução do Imposto de Renda no resgate, enquanto FoFs multimercado funcionam sob o sistema de alíquota regressiva e come-cotas, além de cobrarem IOF nos 30 primeiros dias.

Investir ou não investir em FOF?

É impossível responder essa questão de forma defintiva e geral. Os Fundos de Fundos podem ser uma ótima opção para pessoas com poucos conhecimentos sobre investimentos e com pouco capital para começar. Ainda assim, dependendo dos objetivos que se quer alcançar, existem alternativas mais rentáveis.

Nós temos também um artigo que pode ajudar você a decidir qual o melhor fundo de investimentos para o seu perfil!

Atualizado em

Por: Bruno Papi

Compartilhe esse artigo com mais pessoas: